10.1.08

Filipe Ferreira da Silva, Engº químico, Innsbruck, Áustria
Pois, sair de Portugal... O que Portugal oferece a tantos licenciados como nós? Que oportunidades nos apresenta? Como nos deixa apostar no nosso futuro?
Terminei o meu curso em 2001, depois de uma experiência de 5 meses em Bangor, País de Gales ao abrigo do programa Erasmus. Magnífico! Comecei a trabalhar como técnico comercial na área de tratamentos anticorrosivos. Depois de vários problemas que a empresa passou com a sucursal portuguesa, tive a oportunidade de ingressar na CIN, como técnico comercial no departamento de protecção anticorrosiva.
Até aqui nunca me senti motivado no trabalho, o meu perfil não é de comercial. Um sacrifício todos os dias. Na CIN o salário era fraco. Qualquer simples vendedor ganhava mais do que eu sem qualquer tipo de estudos. Isto deitava-me abaixo um pouco. Ainda durante o período em que estive na CIN fiz uma pós-graduação em Estudos de Mercado & CRM. Já que estava num departamento comercial, e que estava a começar a utilizar ferramentas úteis ao CRM, pensei que seria bom para poder evoluir. Aprendi umas coisas. Dentro da CIN nunca me deram a mínima possibilidade de utilizar o que tinha aprendido. Andava desmotivado.
Depois de algumas conversas com um antigo professor da faculdade, começou a surgir a hipótese de iniciar o meu doutoramento. Os meus olhos começaram a brilhar, e comecei a andar nas nuvens. Pensei que seria mais fácil. Já com este objectivo no meu horizonte, surgiu a hipótese de sair da CIN para coordenar um departamento de protecção anticorrosiva numa pequena empresa em Sintra. Triquímica. Aceitei sobretudo pelo salário que ia ter, porque nesta altura já tinha percebido que queria continuar a estudar. Esta Triquímica foi uma desilusão, e nada funcionou. Administração a mudar consoante o vento e os amigos, estratégia a mudar, subornos, etc etc. É melhor não recordar. A boa empresa portuguesa do chico esperto! Estive lá um ano e depois saí com mutuo acordo.
Ok. Estou desempregado! Comecei a trabalhar em alguns projectos com o meu antigo professor e iniciei a minha tese de mestrado com ele. Entretanto 2 projectos europeus que dariam para eu iniciar o meu doutoramento, não tinham sido aprovados. Candidatei-me a uma bolsa da FCT. O resultado foi negativo com a principal crítica de que estava a ser fortemente prejudicado por ter submetido a minha candidatura no painel errado. Ora eu submeti na Física e eles decidiram, avaliar em Biologia, vá-se lá saber porquê! Reclamei, mas é claro, passados 5 meses veio recusado novamente. Sim nesse altura já todo o dinheiro tinha sido atribuído. Impossível por Portugal, o meu professor contactou um colega dele da universidade de Innsbruck e a resposta foi prontamente positiva.
Vim aqui em Junho conhecer as pessoas e fazer uma semana de trabalho e passado 15 dias tive o ok e que poderia começar doutoramento logo que estivesse disponível. Assim foi. Defendi tese de Mestrado em 24 de Setembro e no dia 6 de Outubro estava a voar para Innsbruck.
Aqui estou há mais de dois meses e para ficar até acabar o doutoramento. Apesar de o início ter sido muito complicado, o balanço está a ser muito positivo!
Saudades tenho muitas, quero voltar a Portugal mas não quero perder o contacto com a Europa. Portugal fecha-se e não evolui. Prejudica os que querem ir mais além. Aqueles que se disponibilizam para sair do país saem e geralmente são bem reconhecidos. Voltar é difícil...
Eu vim, apenas pelo lugar. Recebo menos do que recebi em qualquer outro emprego em Portugal, vivo numa cidade com um custo de vida demasiado elevado, mas aqui tenho a possibilidade de fazer o que gosto e de me sentir realizado.

1 comment:

Tiago said...

Ola!
Antes de mais, parabéns pelo teu sucesso.
Gostaria de te fazer algumas perguntas sobre estágio aí em Barcelona.
Neste momento encontro-me na Polonia em Erasmus, e como sabes a vontade de regressar a Portugal n é mta, por isso pensei no estágio Internacional mas mais directionado para Espanha (Barcelona de preferencia). O meu curso é Engenharia e Gestao Industrial (UA, boa univ :P ), portanto procuro uma empresa direccionada para essa área (gestao, controlo da qualidade, marketing...). Se souberes de algo, agradecia a tua disponibilidade para me rsp.
Também ha que ter em conta que tal como no teu caso, vou ter cadeiras para fazer (n em atraso mas sim do 5º ano).
Muito obrigado e continuação de bom trabalho.

Tiago Almeida