21.11.08

Gustavo Martins, Licenciado em Informática e Gestão de Empresas. Haia, Holanda

A minha historia...

O meu nome e' Gustavo Martins e sou Software Engineer na Holanda.
Trabalho com tecnologias Microsoft para a implementação de aplicações web.

Trabalhei em Portugal durante algum tempo, numa empresa relativamente pequena, ate ao momento em que decidi mudar.
Escolhi para meu segundo empregador uma consultora com escritórios em vários países, já a pensar que um dia poderia aproveitar o facto para uma experiência internacional.
Passados quase 2 anos nessa consultora decidi que estava na altura de experimentar o estrangeiro.
Pressionei o meu manager a arranjar-me um projecto internacional. Da pressão 'a execução demorou algum tempo porque quando estamos a ser facturados existe uma inercia natural em quem tem pessoas paradas por oposição a um caprichoso que só quer sair do pais.
No final tudo se proporcionou e fui trabalhar para Haia, na Holanda. Sucederam-se os projectos e um ano e meio depois de ter chegado, decidi sair da empresa e assinar contrato com uma empresa holandesa, onde estou actualmente.

A experiência tem sido muito boa, recomendo sempre a qualquer pessoa que se sente acomodada ou que tem vontade de mudar. Abre-nos os horizontes, torna-nos pessoas mais vividas e com uma maior capacidade de tolerar a mudança.
Apesar de tudo também tem os seus pontos negativos. O pior que tenho sentido e' a barreira da língua. O holandês não e' fácil e, em situações profissionais expostas a ambientes exclusivamente holandeses, pode ser um passo atrás na carreira.
Escolhi um pais que:
- tem uma óptima qualidade de vida
- esta bem localizado para quem quer viajar
- tem empresas que se preocupam genuinamente com os seus trabalhadores e que lhes providenciam as condições necessárias para executarem o seu trabalho e para evoluírem dentro ou fora das suas funções
- tem uma diversidade cultural enorme
- e' tolerante em todos os sentidos possíveis
- tem a melhor rede de transportes do mundo o que torna acessória a necessidade de ter carro
- ...

Não sei se o futuro passa pela Holanda, mas por Portugal não passa com toda a certeza. Ha um mundo inteiro para descobrir!!!

Se alguém ler isto e estiver a considerar embarcar numa experiência internacional... não hesite!
Seja para a Holanda ou para outro pais, vale sempre a pena. Se não correr bem, pelo menos tentou!

Alguma pergunta que queiram fazer sobre a minha experiência ou sobre um eventual saída de Portugal, não hesitem.


Email: gustavo.martins.lnh@gmail.com
Blog: CaPorFora.blogspot.com

7 comments:

PG said...

"Não sei se o futuro passa pela Holanda, mas por Portugal não passa com toda a certeza. Há um mundo inteiro para descobrir!!!"

Terá sido a experiência por Portugal assim tão má? Embora em breve vá embarcar numa experiência pelo estrangeiro (UK) espero um dia regressar...

Gustavo Martins said...

PG, obrigado pelo comentario.

A experiencia em Portugal nao foi ma', mas coloco de parte voltar a Portugal para trabalhar.

Na minha area e' dificil trabalhar fora de Lisboa, com todos os transtornos que dai advem.
Na cidade onde trabalho tenho a qualidade de vida que nao ha em Lisboa, para quem se quer estabelecer e criar uma familia.
Honestamente nao me vejo a viver em Lisboa, ja la vivi alguns anos e falo com conhecimento de causa.

E com tanto que ha para experimentar por esse mundo fora, porque nao aproveitar e andar por ai? No final escolhe-se o melhor que se encontrou e assenta-se a vida por la ;)

Cumps,
Gustavo

undutchablegirl said...

"Não sei se o futuro passa pela Holanda, mas por Portugal não passa com toda a certeza."

Também a mim esta frase, mais vírgula, menos vírgula, me martelou a mente durante pelo menos dois anos. Daí até chegar à resolução mais provável foi apenas um instante. Apenas lamento não ter vindo há mais tempo, mas mais vale tarde...
Um destes dias também eu deixarei aqui o meu testemunho.
Felicidades, Gustavo!

Anonymous said...

Epáh...a Holanda é uma granda seca!Desaconselho totalmente a quem ta habituado a ter uma vida agitada.As 'grandes cidades' equivalem a 'grandes vilas' do nosso Portugal.É mt giro no inicio mas depois torna-se dificil. Eu vivi 2anos na holanda em Amesterdão e noutra 'cidade' a 30Km da primeira.Além dos holandeses serem fechados e desligados de qualquer tipo de interacção com o comum dos emigrantes, não há comércio aberto ao domingo (tirando em Amsterdão) e o tempo já nem se fala... os holandeses no inicio ainda fazem um esforço,claro são muito correctos, mas rapidamente se esquecem da boa educação e é vê-los a passar por cima de ti!
Boa sorte! Espero que estejas rodeado de amigos porque só assim é possivel superar uma vida na Holanda. Ou isso ou ser uma pessoa solitária.

Gustavo Martins said...

Ja percebi que a tua passagem pela Holanda nao foi muito agradavel.

Tens razao em muito do que dizes:
- Sem amigos por ca, e' complicada a integracao
- As cidades sao grandes vilas... eu gosto da ideia! Mas amesterdao nao e' uma grande vila. Apesar de so ter 700.000 habitantes, o numero de turistas aumenta consideravelmente a populacao na cidade
- O comercio esta aberto nas maiores cidades ao domingo (Amesterdao, Haia, Roterdao), apesar de os horarios das lojas serem ridiculos durante a semana
- Os holandeses sao como dizes, politicamente correctos mas mal educados e rudes. Falam muito alto, nao sao cortezes, as mulheres precisam de se adaptar para nao levarem com portas na cara.

Se fores uma pessoa dinamica nao deves ter muitas dificuldades em fazer amizades, nem que seja na gigantesca comunidade de estrangeiros que ha por ca ;)

Como todos os paises, tem aspectos positivos e aspectos negativos...

Anonymous said...

Eu tambem estou há um ano na Holanda, em Wagenigen, sou software engineer e sai de Portugal porque ao fim de 6 anos a recibos verdes, decidi dar o grito do ipiranga.
Concordo com tudo o que já foi dito.
A Holanda é, na verdade uma seca, nao há duvida. Mas a qualidade de vida que tenho aqui, a paz de espirito, a tranquilidade, o não ter sobressaltos, poder fazer a minha vida com tranquilidade e nao ter que me preocupar se este mes tinha que voltar a pedir dinheiro emprestado aos velhos para a renda da casa, tudo isso faz-me esquecer a "seca" que é a Holanda.
Pessoalmente, nao tenho queixas dos holandeses, mas as holandesas sao insuportaveis.
E de qualquer maneira, só a UE tem 27 paises á escolha. Há que saber alargar os nosso horizontes.

Gustavo Martins said...

Apos varios contactos que recebi sobre como ir para a Holanda, decidi escrever um post que relata a minha experiencia no meu blog. Pode ser encontrado aqui:
http://caporfora.blogspot.com/2009/04/how-to-find-job-in-holland-como.html